Felipe Garofalo
Felipe Garofalo (1983, São Paulo, SP), é curador e gestor cultural, especialista em Gestão Pública pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), em Gestão de Cidades pela Universidade Nove de Julho (UNINOVE) e em Gestão e Política Cultural pela Universidade de Girona, na Espanha. Atualmente está cursando mestrando em História, Crítica e Teoria da Arte pela ECA/USP, sob a orientação do Professor Tadeu Chiarelli.
Em 2017, no Centro Cultural São Paulo, inaugurou o LAB FOTO, laboratório fotográfico público para educação e experimentação. Entre 2020 e 2022, integrou o Núcleo de Curadoria do Museu da Cidade de São Paulo, com ênfase em fotografia na Casa da Imagem e na produção do Prêmio de Fotografia Militão Augusto de Azevedo. Participou como co-curador das exposições “Registros do Brás” (2022) no Solar da Marquesa de Santos, "Uma outra cidade, um outro tempo" (2022) na Casa da Imagem, e “Mário de Andrade e a estética fotográfica modernista” (2023) na Biblioteca Mário de Andrade.
É associado a Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil (REDE), na Associação Fotoativa no Pará, e no Núcleo de Fotografia de Campinas (NUFCA).